Reviews

[Review] GIGABYTE GA-Z97X-SLI

Fala galera, tudo jóia?

Esse é o primeiro review que publico aqui na OCP mas não é o primeiro review que faço! Para os que não conhecem meu trabalho como reviewer, logo na página inicial do site tem o link para o OverBR com quase tudo que já fiz. 🙂

Então vamos ao que interessa, nesse review vou analisar a GIGABYTE Z97X-SLI que ganhei de prêmio de 3º lugar no HWBOT World Tour 2016. Trata-se de uma placa LGA1150 Full-ATX focada naquele mercado “CxB” que procura oferecer o máximo de recursos possíveis pelo menor preço. Essa mobo usa o chipset Z97 o que significa que temos a disposição coisas como suporte a Multi-GPU (Crossfire e SLI) em 8x/8x, conector para SSD’s M.2, SATA Express e o que mais nos interessa que é capacidade de overclock! 😀

Abaixo as fotos da caixa da placa, na parte de trás temos uma foto da placa-mãe e um resumo de todos os seus recursos.

O bundle de acessórios da GA-Z97X-SLI é compostos dos seguintes itens:

IMG_06071x Manual

1x Espelho I/O

1x DVD de instalação

2x Cabos SATA 6Gbps

1x Ponte SLI

1x Adesivo GIGABYTE

Trata-se de um pacote um tanto quanto “pelado” mas dentro do esperado para uma placa dessa categoria. É claro que poderiam vir mais cabos SATA no kit, tendo em vista que muita gente usa vários HDs/SSDs hoje em dia e a placa permite a conexão de até 6 dispositivos SATA, no entanto, essa “generosidade” certamente teria um custo que viria a ser refletido no preço final do produto sendo isso um problema para uma placa focada em custo-benefício, afinal, nem todo mundo está disposto a pagar mais por uns cabos a mais.

Apresentado caixa e bundle, chegou a hora de mostrar o hardware em si…

IMG_0587

… E para a GA-Z97X-SLI, a GIGABYTE optou por um pcb “quase preto” e dissipadores vermelhos. Sobre o layout da placa, é algo bem pensado e não apresenta nenhuma falha grave no que diz respeito ao posicionamento dos componentes. Não existem botões on/off e reset na placa mas também nenhum outro concorrente de mesma faixa de preço oferece esse recurso, então podemos dizer que é compreensível sua falta.

Sobre os slots de expansão temos: 2 Slot PCI-E 16X 3.0 (8x-8X com Multi GPU), 3 PCI-E 1X e 2 PCI 32-bits. Com esse layout é possível fazer combinações de VGA’s com coolers triple-slot sem problemas com obstrução de portas SATA ou outros componentes importantes, o que é algo muito bom do ponto de vista do layout.

IMG_0589

Com relação aos SATA’s, a Z97X-SLI oferece uma porta SATA Express, que pode ser usada como 2 portas SATA 6Gbps comuns e outras 4 portas também de 6Gbps sendo todas gerenciadas pelo chipset Z97 e dispostas na lateral da placa.

IMG_0588

A GA-Z97X-SLI também oferece suporte a SSD’s padrão M.2, que é o sucessor do mSATA. Ele oferece até 10Gb/s de largura de banda e basicamente é uma implementação mais compacta do SATA Express. IMG_0629

O codec de som utilizado é o Realtek ALC1150, ele conta com SNR de 115dBpara os DACs e 104dB SNR para os ADC’s, além de possuir suporte a sistemas de som 7.1. Como será mostrado um pouco adiante, todos as 6 entradas/saidas de áudio estão presentes no painel traseiro dessa placa-mãe.

A GIGABYTE “instalou” o circuito de som em uma camada do pcb separada do resto da placa sendo que o objetivo disso é diminuir possíveis interferências no áudio, melhorando a qualidade do som.
  IMG_0590

No painel traseiro, a GA-Z97X-SLI oferece 6 USB’s (sendo 4 USB 3.0 e 2 USB 2.0),  saídas de vídeo em diferentes padrões (o que garante que é possível usar desde um velho monitor CRT ou até mesmo uma moderna TV LCD  em conjunto com o IGP), 1x LAN Gigabit e painel de som completo (6 jacks).

  • 1 x PS/2 keyboard/mouse port
  • 1 x D-Sub port
  • 1 x DVI-D port
  • 1 x HDMI port
  • 4 x USB 3.0/2.0 ports
  • 2 x USB 2.0/1.1 ports
  • 1 x RJ-45 port
  • 6 x audio jacks (Center/Subwoofer Speaker Out, Rear Speaker Out, Side Speaker Out, Line In, Line Out, Mic In)

IMG_0593

Sobre os dissipadores utilizados na GA-Z97X-SLI, são peças simples de alumínio que são presas por meio de presilhas plasticas com mola. Uma curiosidade sobre os dissipadores usados no VRM, é que tratam-se de peças “gêmeas” e que qualquer semelhança com os dissipadores utilizados na GA-Z97-D3H não é mera coincidência! Os dissipadores são absolutamente iguais mudando apenas a cor… Aquela boa e velha economia de escala, manja? 🙂

De qualquer modo, essas peças se mostraram suficientes e não notamos aquecimento excessivo no VRM/Chipset durante os testes.

O VRM da GA-Z97X-SLI é um design simples com 4 fases e 3 mosfets low-RDS por fase, o controlador PWM utilizado é o ISL95820 e os mosfets utilizados são os Vishay SiRA12DP PowerPAK SO-8 MOSFET. Basicamente é o mesmo design utilizado na GA-Z97-D3H e que foi extensamente “torturado” por mim só que usando apenas um G3258.

Feitas as apresentações do hardware vamos ao software que é o GIGABYTE TweakLauncher. Ele permite alterar rapidamente praticamente todas as tensões relevantes para overclock,
multiplicadores do CPU/Uncore e BCLK além de permitir definir hotkeys (atalhos) e o que significa que com ele é possível alterar os clocks do CPU “on-the-fly” durante um benchmark.

tweakLauncher

Caso alguém tenha interesse, segue o link para as especificações da placa no site do fabricante: http://br.gigabyte.com/products/product-page.aspx?pid=5362#sp

Hardware/Software utilizado e objetivo dos testes:

IMG_0672CPU: Intel Core i7 4770K

MOBO: GIGABYTE Z97X-SLI

RAM: 2x2GB GSkill PI 2200CL7

VGA: Zogis 8600GT GDDR2

REFRIGERAÇÃO: SF3D Inflection Point + 1,5kg de gelo seco + Prolimatech Megahalems Black

Software utilizado: Windows 7 x64 SP1, Cinebench R11.5, Cinebench R15, HWBOT Prime, Geekbench x64 e 3DMark03

O objetivo dos testes é simplesmente ver se a Z97X-SLI é capaz de segurar bem o rojão com overclock extremo e se é uma alternativa válida de placa para benchmark sem (supostamente) gastar
horrores para isso.

Preparação e resultados:
Antes de começar com os testes com OC Extremo rodei alguns testes rápidos no IGP do 4770K usando meu bom e velho Prolimatech Megahalems apenas pra ver se o VRM de 4 fases iria dar conta de maiores abusos no IGP do 4770K e como pode-se ver, o resultado foi positivo apesar de não ter sido nada estelar.

igp_3dm03http://hwbot.org/submission/3120106_noms_3dmark03_hd_graphics_4600_31829_marks

Sobre overclock nas memórias, os perfis de fabrica funcionaram perfeitamente na Z97X-SLI e me pouparam um tempo valioso na hora de ajustar as memórias para rodar os benchmarks, só que infelizmente não consegui rodar as minhas PSC com clock muito acima dos 2400MHz, independente das latências setadas.

A respeito da preparação da placa para a sessão de benchmarks, aquele vídeo sobre isolamento de placa-mãe para OC Extremo que publiquei uns dias atrás já diz tudo o que precisava ser dito aqui, alias, a idéia original era soltar o vídeo junto do review, o que acabou não dando certo… Então para quem ainda não viu, segue o vídeo e vamos aos resultados. 🙂

O foco foi nos benchmarks 2D multithread por serem bem exigentes, afinal de contas, usam todas threads disponíveis e forçam mais o VRM da mobo. Evidentemente que não posso afirmar muita coisa em relação ao uso prolongado com overclock forte e a durabilidade da placa nessas condições, mas a verdade é que mesmo com apenas 4 fases essa placa levou bem o 4770K com OC Extremo e foi capaz de atingir algumas marcas respeitáveis tipo os 5.8GHz no HWBOT Prime.

Conclusão:

A GIGABYTE GA-Z97X-SLI se saiu muito bem nos testes, resistindo bem a sessão de OC Extremo com o 4770K e garantindo alguns resultados dignos de respeito. Em relação a Z97-D3H que usava anteriormente, essa placa é bem mais “dócil” no que diz respeito aos ajustes de memória, sendo uma tarefa bem mais simples de ajustar as GSkill PI para conseguir resultados razoáveis na Z97X-SLI.

Sobre o “feature set” dela, é um tanto parecido com o da Z97-D3H que usava anteriormente só que adicionado o suporte a SLI, ou seja, é uma placa com suporte a tecnologias atuais (SATA Express e SSD’s M.2 por exemplo), um bom pacote de software, UEFI muito parecida com aquela encontrada em modelos mais caros e um layout decente.

O problema é que essa placa-mãe deveria ser de baixo-custo só que não é… Deveria? É pois é, lá fora ela custa cerca de $109 (newegg) e aqui no Brasil pode ser encontrada pela bagatela de cerca de R$900! Tudo bem que podemos creditar isso ao atuais desarranjos econômicos que o país está passando tal qual a alta do dolar, mas ainda sim, são R$900 por uma placa que apesar de competente tem foco em entregar mais por menos!

Em suma, do ponto de vista do hardware posso tranquilamente recomendar a GA-Z97X-SLI, agora fica difícil quando o fator “preço” entra na equação… Se procurarem um pouco vão ver que não é difícil encontrar placas Z97 de outros fabricantes com “feature set” similar sendo vendidas por preços um tanto menores que os dessa GIGABYTE. Alias, a essa altura do campeonato recomendo é que vejam a plataforma atual (Z170) ao invés da Z97 caso forem montar uma máquina do zero pois certamente vale mais a pena (motivos: Kaby Lake final do ano, Cannonlake no outro, DDR4…).

Anúncios

2 thoughts on “[Review] GIGABYTE GA-Z97X-SLI”

    1. Eu vendi essa placa faz algum tempo mas creio que esteja funcionando bem. A minha Z97-D3H, que é beeeeeem parecida com ela em termos de pcb e componentes utilizados já sofreu muito mais na vida do que essa Z97X-SLI e está firme e forte aqui no uso diário. 🙂

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s